Diga sim para a vida na maturidade e seja um “ageless”!

Como dito no poema Quantos Anos Tenho?, atribuído por aí ao português José Saramago (autoria não confirmada): “O que importa é a idade que sinto”
Crédito de imagem: h2otima.com
Tenho absoluta clareza, e reforçada argumentação, para afirmar que a idade que conta mesmo é a idade da mente (ou psicológica), aquela que mede o “como me sinto”, ou o “como estou diante da vida”, reveladora da nossa mentalidade, da nossa visão de mundo, da nossa disposição de querer viver e ser feliz, ou não!
A idade medida pelos anos já vividos desde o nascimento, que chamamos de idade cronológica, não deve ser levada Leia tudo…

Fechar Menu

Fique por dentro!

Receba nossas novidades direto no seu email!
QUERO RECEBER!
Fechar
Fique por dentro!